Entra ou Sai

Novembro 16, 2008

Robô Industrial

Filed under: POESIA — carva55 @ 9:38 am
Tags: , , , , , , , , ,

chuva-92
Cai a chuva , oblíqua , fustigada pelo vento veloz e agreste que passa .
Lá em cima , nuvens dum negro carregado seguem o seu caminho .
E eu , aqui estou sozinho , neste lugar, neste momento , quedo , manietado e amordaçado ,como cão a ganir e açaimado .
Sinto inveja do pardal que livre voa ! Que vai e que vem sem dar contas a ninguém .
E torna a ir e torna a vir .
Estou farto , muito farto !
As caixas médicas muito cobram e pouco curam .
Os seguros pouco seguram ,arranjam quase sempre maneira de fugirem com o cu à seringa !
E quem se lixa é o ZÉ , como a petinga que é pescada frita e comida .
Aumenta o preço de tudo ! Da água , do vinho e do pão , só o ordenado é que não .
Apetece – me sumir !Para bem longe partir !
Mas para onde ? Para a Lua ?Tenho que esperar pelos voos turísticos !Que não tardam aí, já dizem os dísticos .
Para Marte ? ( Os gringos dos STATES ) Já o andam a vender em lotes retalhado .
E eu que fui a teso condenado, estou lixado !
Que parvo que sou ! Se o andam a vender é porque tem dono ! E eu que pensava que era meu e teu !
Que grande treta ! Pela INTERNET impingida !
Eles cá da Terra , serem donos de Marte ?! Não aceito , mas não me admiro que o vendam .
Eles que já há muito impingem merda por oiro , que os papalvos ingerem e chamam – lhe um figo !
Fecho os olhos e em saborosa alucinação sinto a palavra e a melodia daquela canção que dizia : _ Não há machado que corte a raiz ao pensamento , porque é livre como o vento _
E aí sim , aí sou livre como tu ó pardal Que vais e vens , tornas a ir e tornas a vir .

Carmindo Carvalho. In, __ Entre o Ter e o Querer __ , Editorial Minerva 2000

1 Comentário »

  1. Lindissimo e suave este teu desabafo que permanece intacto e real oito anos depois.

    Apesar de sermos livres no sonho, no acreditar, na esperança no sorrir, ACREDITO que melhores tempos virão trazidos no bico de muitos pardais, porque a América tossiu e a Europa está bem constipada mas somos capazes de vencer “Entre o Ter e Querer”.

    Obrigado por este momento de leitura que o fiz saboreando um leite creme que fiz só para mim:)

    Um abração para ti e todos os teus

    Comentar por Fatyly — Novembro 16, 2008 @ 4:40 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

site na WordPress.com.

%d bloggers like this: